Menopausa

Uma peça de teatro que rodou o país recentemente apresentava um título muito curioso, que falava algo do tipo: “quem entende as mulheres?”. O tema, com certeza, atrai a atenção de muitos curiosos, tanto que no cartaz de divulgação estava escrito que a peça, até o momento, já havia sido exibida para alguns milhares de espectadores.
E, por mais que se discuta, esse tema continua sendo um mistério. Homens não conseguem entender algumas atitudes das mulheres e às vezes nem mesmo as mulheres conseguem entender suas atitudes. A explicação que a ciência dá é que os níveis hormonais da mulher são muito mais inconstantes do que o homem.
A única grande mudança hormonal do homem acontece quando está na puberdade, momento em que os hormônios ficam à flor da pele. No entanto, ao longo da vida adulta a tendência é que – em uma pessoa regrada e normal – a produção de hormônios mantenha-se constante. No entanto, as mulheres estão mais suscetíveis às variações hormonais. Assim como os homens, elas experimentam a primeira alteração nos hormônios já na adolescência.

A dificuldade é que – ao longo dos anos, e de forma cíclica – as mulheres passam por várias alterações hormonais. Como os homens bem sabem, o período da Tensão Pré-Menstrual (conhecido como a famosa e temida TPM) é aquele em que a mulher fica ao mesmo tempo braba e carente, nervosa e impaciente, chorona e agressiva, enfim: incompreensível e imprevisível.
Talvez a melhor alternativa seja fazer como os homens das cavernas, que – ao pressentir uma situação instável dentro do clã, ausentavam-se por um bom período, fazendo caçadas. No entanto, como hoje os relacionamentos estão muito próximos, não há o que se fazer a não ser ter paciência.
Uma das fases mais instáveis da vida de uma mulher depois da adolescência é a fase da menopausa. Além das alterações hormonais constantes e em escala muito grande, uma série de sintomas muito esquisitos invade o corpo da mulher, como os calorões, que surgem e vão embora repentinamente.
Além disso, para as mulheres que estão passando por isso (normalmente com idade entre 45 e 50 anos), muitas outras alterações acontecem. A principal delas é a diminuição da produção de hormônios sexuais pelos ovários, o que acarreta em uma irregularidade nos ciclos menstruais. Mas atenção: durante a Menopausa a mulher não deve se descuidar dos métodos contraceptivos, porque pode engravidar.

Por último, a dica é deixar que a natureza faça seu trabalho. Durante a Menopausa outros incômodos surgirão, mas da mesma forma que eles vieram eles irão embora. Estamos falando de pele seca, alterações de humor, fraqueza nos ossos (fator que deve ser acompanhado de perto para evitar osteoporose) e distribuição anormal de gordura pelo corpo.
Mantenha sua rotina e a cabeça tranquila que tudo dará certo antes, durante e depois da Menopausa.

Rafaela Salvato Dermatologia, dermatologista em Florianopolis – Menopausa

X

Dra. Rafaela Salvato

Dermatologista em Florianópolis

Filiada ao Conselho Regional de Medicina do Estado de Santa Catarina CREMESC sob n° 14.282, ao Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo CREMESP sob o n° 133.312 e registro de especialista (RQE) sob n° 10.934.

Especialização em Laser e procedimentos estéticos pela Harvard Medical School, da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos da América, sob supervisão do Prof. Dr. Richard Rox Anderson...

Saiba mais

Clínica

Dermatologista em Florianópolis

Dermatologia Estética
Dermatologia Clínica
Laser

(48) 3225-4033

VISITE O SITE

Av Trompowsky, 291 Salas 403 e 404 – Torre 1
Medical Tower – Trompowsky Corporate
Centro – Florianópolis
Santa Catarina – Brasil