Arquivo da tag: Dermatologia Estética

Queda de cabelo: Causas e Tratamentos

Queda de cabelo: Causas e Tratamentos
Queda de Cabelo: Causas e Tratamentos - Dermatologista
A alopécia, termo científico para a queda de cabelo ou perda de pêlos pelo corpo, é um sintoma de diversas doenças dermatológicas, com diferentes causas e tratamentos.
A queda de cabelo exerce um impacto muito forte sobre a auto-estima das pessoas, principalmente para as mulheres, sendo estas as que mais procuram ajuda.
O que causa a alopecia é uma série de alterações que ocorrem no folículo piloso (raiz do cabelo) causando a queda da haste (fio).
A visualização dos fios perdidos em maior quantidade, seja na escova, no chuveiro ou no chão é geralmente o que mais faz as pessoas procurarem ajuda nos consultórios.
A doença pode ser causada por diversos fatores e para cada um deles, ela recebe um nome. Confira abaixo algumas causas da alopecia:
Queda de Cabelo: Causas e Tratamentos - Dermatologista florianopolis

Alopécia de tração ou traumática: surge devido as lesões externas sofridas no couro cabeludo, como manter os cabelos presos em demasia, prendedores muito apertados e procedimentos químicos inadequados ou em excesso.
Eflúvio telógeno: de diversas causas, esse tipo de alopécia é muito comum e impede o ciclo correto de vida capilar. Dentre as principais causas podemos citar as deficiências nutricionais, pós-gestação, stress, distúrbios hormonais, etc.
Alopecia Areata: é a perda rápida de cabelo, seja no couro cabeludo ou na barba, sobrancelha e demais áreas do corpo. Fatores autoimunes são determinantes para seu surgimento, enquanto seu agravamento depende muito do fator emocional.
Ela se divide em alopecia total, quando atinge todo o couro cabeludo, ou alopecia universal, quando atinge toda a extensão do corpo coberta por cabelos e pêlos.
Alopecia Androgenética (Calvície): mais comum no sexo masculino, mas também observada entre as mulheres, inicia na puberdade e atinge vários graus durante a vida do individuo. O fator preponderante é a genética e está relacionada à testosterona.
Alopecia Congênita: também determinada por questões genéticas, ela se manifesta desde o nascimento do bebê, podendo ser apenas parcial ou total.
Alopecia Neurótica: é a perda de fios provocada pelo próprio indivíduo, que arranca o cabelo. Também conhecida como tricotilomania, pode se expressar de forma consciente ou não.
Alopecia medicamentosa: é resultado de outros fatores, como distúrbio interno dos órgãos, infecções, quimioterapia, etc.

Queda de Cabelo: Causas e Tratamentos - Dermatologista

Queda de cabelo

O primeiro passo para o tratamento da alopecia é descobrir quais as causas junto com o seu dermatologista. Ele é o médico mais indicado e especializado para o tratamento de problemas dos cabelos.
É importante ressaltar que o termo tricologista não é aceito como uma especialidade médica nem reconhecido pelo conselho federal de medicina.
Isso significa que alguns profissionais que se dizem tricologistas geralmente não tiveram a formação médica nem se especializaram em dermatologia.
O médico dermatologista está habilitado a realizar o diagnóstico através de exames no consultório e também laboratoriais, assim como tratar adequadamente a causa.
Os tratamentos atuais disponíveis incluem soluções capilares, xampus específicos para cada problema, medicações tópicas ou orais, intradermoterapia, tratamentos com lasers ou procedimentos cirúrgicos como o transplante.
Endereço: Av Trompowsky, 291 Salas 403 e 404 – Torre 1
Medical Tower – Trompowsky Corporate
Centro – Florianópolis – Santa Catarina – Brasil | Fone: (48) 3225.4031
Equipe Rafaela Salvato Dermatologia – Dermatologista em Florianópolis SC
Para uma avaliação específica, agende sua consulta!
Queda de cabelo – Dra.Rafaela Salvato

Toxina Botulínica: Vale a Pena Fazer?

botox florianopolis

A toxina botulínica tipo A comercializada é produzida laboratorialmente pela bactéria Clostridium botulinum e tem a capacidade de paralisar a musculatura onde é aplicada. Segundo estudos, é o procedimento estético mais realizado em consultórios no mundo. Na dermatologia, ela é utilizada principalmente com o intuito de diminuir a tensão na pele, suavizando rugas e linhas de expressão. Outros usos incluem o tratamento da hiperidrose (suor em excesso), o tratamento do sorriso gengival, dentre outros.
A primeira marca a comercializá-la para uso estético foi o Botox®, por isso é popularmente conhecida por esse nome, mas outras marcas também foram aprovadas pela ANVISA, como Dysport®, Prosigne® e Xeomin®. É importante saber se a toxina utilizada está liberada para tratamento, pois cada vez mais observa-se o uso de produtos similares que não se adequam às especificações de segurança e podem oferecer riscos de saúde à população.
Os locais de maior aplicação da toxina são nas rugas da testa, no espaço entre as sobrancelhas (glabela) e nos chamados pés de galinha (ao redor dos olhos). Quando se compara os resultados da toxina botulínica com os melhores cremes anti-rugas, entende-se porque o procedimento é tão popular e aclamado pelas brasileiras. No entanto, vale ressaltar: o procedimento deve ser avaliado e realizado apenas por um profissional habilitado, um médico dermatologista ou cirurgião plástico.
Quando injetamos a toxina nas linhas de expressão, ela bloqueia a transmissão de estímulos que partem dos neurônios para tais músculos e impede a contração muscular. Em outras palavras, você não franzirá mais a testa, por exemplo, quando estiver conversando e isso evitará não apenas a formação de linhas ali naquele local, mas de novas linhas também (efeito preventivo).
botox florianopolis

Não existe uma idade mínima pré-estabelecida para o início da aplicação. No entanto, seu uso é indicado para adultos e a primeira aplicação é recomendada quando as linhas de expressão começam a incomodar.
Ela é injetada por meio de uma agulha fina e a dor é geralmente bem suportada. Contudo, para pessoas com sensibilidade maior, pode ser indicada a aplicação de cremes anestésicos antes do procedimento.
Os cuidados após o procedimento incluem não se deitar por um período de 4 horas após a aplicação e evitar exercícios físicos por um período de 24 horas. Pequenos hematomas podem se formar após as injeções, mas em geral regridem em poucos dias e podem ser camuflados com maquiagem.
A contraindicação é para mulheres grávidas e que estão amamentando, portadores de doenças neuromusculares, coagulopatias graves, algumas doenças imunológicas e alergias ao produto. Os resultados podem ser contemplados entre o segundo e o quinto dia após a aplicação, com efeito máximo em torno de 15 dias. Os resultados duram de 4 a 6 meses, quando poderá ser feita nova aplicação.
Embora seja um tratamento relativamente seguro, deve-se respeitar o prazo mínimo entre as aplicações e sempre procurar um profissional habilitado e qualificado, ressaltando que o uso excessivo pode acarretar na perda exagerada da expressão ou na assimetria temporária do local afetado.
Dra. Rafaela SalvatoDermatologista em Florianópolis – Botox Florianópolis

Controle a caspa nas estações mais frias!


Um dos problemas de pele (sim, de pele) recorrentes nas estações mais frias, é a CASPA, esteticamente desconfortável e incomodo, também pode aparecer durante todo o ano. Porém, a diferença entre as baixas temperaturas do inverno e as altas temperaturas do chuveiro intensificam esse problema que incomoda entre 15 e 20% da população. Saiba mais e veja as dicas para controlar a caspa!


A dermatite seborreica, é uma inflamação responsável por produzir descamação da pele, normalmente na região do couro cabeludo, mas que pode também ocorrer na face, sobrancelha, nariz, orelha, peito, costas e virilha. A caspa é intensificada nessas estações devido aos banhos quentes e longos, que aceleram a descamação natural da pele, dificultando o controle da dermatite. Além da típica descamação que gruda nas roupas e nos cabelos, a caspa pode provocar vermelhidão, coceira e ardência. Embora a inflamação tenha fundo genético, fatores emocionais, como o estresse, também podem provocar ou intensificar o problema.

Alguns hábitos adotados no outono e inverno contribuem para o maior aparecimento da caspa. São eles:

– Lavar os cabelos com menor frequência: isso pode colaborar para o acúmulo de sebo no couro cabeludo, além da menor eliminação das células mortas ou resíduos.
– Lavar os cabelos em água muito quente: vai ocasionar o ressecamento do couro cabeludo, o que estimula as glândulas sebáceas a produzirem mais sebo. O surgimento de oleosidade, por sua vez, pode contribuir para o desenvolvimento de um tipo de fungo, o Malassezia Furfur, que piora o quadro.
– Mudanças bruscas de temperatura: climas pouco úmidos favorecem o ressecamento e a descamação da pele, por isso o aumento da caspa. Entretanto, nos dias mais frios o cabelo demora mais para secar. Os fios molhados por tempo prolongado associados ao uso de chapéu e gorro para se proteger do vento frio, fazem com que o couro cabeludo fique úmido e abafado, ambiente favorável ao desenvolvimento de bactérias e fungos.
– Estresse: ele está intimamente ligado às crises, uma vez que os hormônios do estresse atuam diretamente sobre a glândula sebácea, levando a uma maior produção de sebo.
Alivie a caspa durante o inverno com estas dicas:
1. Lave os cabelos diariamente com xampu anticaspa (indicado por seu dermatologista): isso vai ajudar a remover todos os resíduos que vão se acumulando, além de evitar a oleosidade excessiva;
2. Diminua a temperatura do secador e a frequência de uso deste aparelho e de chapinhas;
3. Evite dormir com cabelos molhados e evitar abafar o couro cabeludo.
 
Se persistirem os sintomas, agende sua consulta!
Dra. Rafaela Salvato – Dermatologista

A experiência de passar um mês sem tirar a maquiagem!

A repórter Anna Pursglove, do jornal Daily Mail, conta sua experiência de passar um mês sem tirar a maquiagem. “Você sempre tira sua maquiagem antes de ir para cama? Toda noite? Mesmo depois de um ou muitos copos de vinho? Ou quando você pega no sono no sofá? Ou simplesmente não pôde juntar energia?” É assim que a repórter inicia sua matéria.
Após divulgar uma pesquisa em que um terço das mulheres confessava dormir de maquiagem ao menos duas vezes por semana, a jornalista resolveu fazer o teste! Durante 30 dias, sem usar demaquilante , apenas lavando o rosto no chuveiro.


Aos poucos, a presença constante dos produtos de maquiagem começou agir negativamente na pele. Ciscos nos olhos e pele seca foram os primeiros efeitos a aparecer! No décimo dia, Anna já acordava sem conseguir abrir bem os olhos. “Conforme as semanas avançavam, meus lábios ficavam secos e minha pele rachava dolorosamente nos cantos da minha boca. Com o fim do mês próximo, me senti realmente suja e farta”, relata.
Depois do fim do experimento, a repórter foi se consultar com um médico dermatologista. Sua pele estava irritada e com reações alérgicas, e seus poros estavam mais largos. Em resumo, a pele envelheceu cerca de 10 anos. Segundo o médico ouvido pela repórter, seu caso é reversível, no entanto, passar muito tempo usando maquiagem pode trazer efeitos permanentes à pele.
Veja a matéria completa aqui
Rafaela Salvato Dermatologia, Dermatologista em Florianópolis.

10.000 curtidas Facebook – Rafaela Salvato Dermatologia

Hoje, um agradecimento de coração as mais de 10.000 pessoas que acompanham o trabalho da Dermatologista Rafaela Salvato no Facebook, curtem nossas publicações e nos motivam a cada vez trazer mais informação e bem estar para vocês!! Obrigadoo!! Equipe Rafaela Salvato Dermatologia.

Cuidados importantes: como remover corretamente a maquiagem

Estamos em clima de festa, de carnaval e de folia. E muita gente aproveita esses dias para caprichar na maquiagem e na caracterização. Normalmente, as maquiagens carnavalescas usam produtos um pouco mais pesados que a maquiagem de todo dia. Alguns cuidados podem ajudar na remoção correta dos resíduos deixados por esses produtos garantindo uma pele saudável por mais tempo.

O primeiro cuidado é antes de começar a maquiagem: Lave bem o rosto com sabonete específico para o seu tipo de pele, use seu hidratante de costume e espere secar. Só então comece a se maquiar.

Mesmo chegando em casa tarde e cansada, não deixe para remover a maquiagem no dia seguinte. Dormir maquiada causa danos à pele, entope os poros e o rímel pode causar a quebra dos cílios.

Comece removendo a maquiagem com demaquilante e algodão sem esfregar para não irritar a pele. Esse primeiro processo vai retirar todo o excesso de produtos. 
Depois, com um demaquilante específico, retire a maquiagem dos olhos delicadamente. Uma boa dica para retirar maquiagem à prova d’agua é usar óleo de amêndoas. Esfreque um pouquinho de óleo na região e depois retire com um algodão.
Após esse processo, lave o rosto com seu sabonete, aplique um tônico e hidrate bem!!

E, um Ótimo Carnaval!!
Dra. Rafaela Salvato, Dermatologista. 
X

Dra. Rafaela Salvato

Dermatologista em Florianópolis

Filiada ao Conselho Regional de Medicina do Estado de Santa Catarina CREMESC sob n° 14.282, ao Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo CREMESP sob o n° 133.312 e registro de especialista (RQE) sob n° 10.934.

Especialização em Laser e procedimentos estéticos pela Harvard Medical School, da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos da América, sob supervisão do Prof. Dr. Richard Rox Anderson...

Saiba mais

Clínica

Dermatologista em Florianópolis

Dermatologia Estética
Dermatologia Clínica
Laser

(48) 3225-4033

VISITE O SITE

Av Trompowsky, 291 Salas 403 e 404 – Torre 1
Medical Tower – Trompowsky Corporate
Centro – Florianópolis
Santa Catarina – Brasil