Arquivo da tag: laser

Harvard Medical School

Inovações sobre Laser de CO2, Laser de Melasma, Laser para remoção de tatuagens, dentre outros. A dermatologista, Dra Rafaela Salvato, esteve na última semana em uma atualização em lasers e procedimentos estéticos da Universidade de HARVARD (EUA), coordenado pelo brilhante Prof Dr Rox Anderson, um dos inventores do laser de CO2 fracionado e do laser para remoção de pêlos. Nas próximas semanas, confira todas as novidades sobre laser, em nosso site rafaelasalvato.com.br

Rafaela Salvato dermatologista harvard university

Terapia Fotodinâmica

Um dos personagens mais famosos da literatura, inspirado na vida real, fez e faz muito sucesso até hoje, em livros, novelas, músicas, histórias em quadrinhos e – claro – filmes. Estamos falando do Conde Drácula, temível vampiro que habitava terras distantes, localizadas ao leste da Europa. Conta a lenda que esse ser possuía poderes mágicos, como se transformar em morcego, além de ser capaz de viver muitos anos.
A única fragilidade de um vampiro era em relação a objetos ou situações muito, muito específicas. Vampiros – ainda de acordo com o imaginário popular – são extremamente frágeis ao alho, que os repele. Também não suportam água benta e – muito menos – crucifixos. E – como todos sabem – vampiros saem somente de noite, porque morrem rapidamente se entrarem em contato com a luz do sol.
Esse simples exemplo retirado dos livros clássicos mostra como a luz do sol possui benefícios e poderes que até hoje são estudados. Sabemos que a luz do sol é responsável pelo auxílio na produção de vitamina D, além de ajudar a curar outros males.
No entanto, não é apenas a luz do sol que possui esse poder. Com o avanço da ciência, especialistas desenvolveram outros tipos de luzes (algumas vezes conhecidas como lasers), que ajudam nos mais diversos tratamentos de saúde.

Hoje iremos falar da Terapia Fotodinâmica, um método que vem sendo usado para fazer tratamentos da pele e também tratamentos estéticos. Para entender melhor a Terapia Fotodinâmica você precisa entender que Foto significa Luz. Ou seja: uma terapia que usa a luz como princípio ativo.
Para que a Terapia Fotodinâmica funcione, o médico aplica uma substância na pele, normalmente um ácido, e depois faz a irradiação de um tipo de luz específica na pele. O ácido ajuda a potencializar o efeito da luz, possibilitando assim que os efeitos resultados sejam alcançados.
A Terapia Fotodinâmica é muito usada para tratar determinados tipos de câncer de pele, geralmente as formas menos agressivas (que acontecem 9 em cada 10 casos). No entanto, a Terapia Fotodinâmica também é usada para outros fins, desde o rejuvenescimento facial até o tratamento de uma acne persistente e avançada.
O procedimento não necessita de sedação, ou seja: o paciente fica acordado enquanto a Terapia Fotodinâmica entra em ação. E quanto à recuperação da Terapia Fotodinâmica, ela demora apenas um pouco mais, porque a pele é um órgão muito sensível e necessita de cuidados especiais.
Normalmente a pele consegue se recuperar em menos de um mês, algo em torno de 21 dias, um prazo relativamente rápido – principalmente quando se está tratando de uma doença como o câncer. Converse com um médico dermatologista e procure saber mais sobre a Terapia Fotodinâmica. Procure sempre consultórios/clínicas especializadas, já que a Terapia Fotodinâmica, quando feita incorretamente pode acarretar sérios danos a sua saúde.

Clínica dermatologia Florianópolis – Dra. Rafaela Salvato Dermatologista – Terapia Fotodinâmica

Aumento de tratamentos de estética a laser em estações mais frias



Com a chegada das estações mais frias aumenta a procura por tratamentos de estética a laser aqui no consultório  de  Dermatologia!  E  realmente,  essa  é a melhor época para investir na beleza, pois as roupas do inverno permitem esconder a pele que fica mais vulnerável, mesmo com tratamentos pouco agressivos.

Procure-nos para saber mais sobre os tratamentos a laser para redução de manchas na pele, estrias, entre outros.


Obtenha mais informações pelos nossos canais de comunicação digital.

Olheiras: causas e tratamentos

Após o Carnaval, e depois de festas prolongadas e noites sem dormir, elas sempre aparecem deixando as pessoas com um aspecto cansado! As olheiras são manchas escuras que aparecem nas pálpebras inferiores, em consequência de enfermidade, insônia, ou cansaço físico e mental. Mas você sabia que há outras causas para as olheiras? Veja também os tratamentos indicados e dicas para evitá-las!
olheiras dermatologista em florianópolis
Uma das causas mais frequentes é a que envolve a VASCULARIZAÇÃO. Algumas pessoas, por questões genéticas, têm maior número de vasos sanguíneos sob a pálpebra inferior. Como a pele da pálpebra é mais fina, consegue-se enxergar esses vasos por transparência. Quando existe essa causa, ela geralmente tem um tom arroxeado. Outros fatores de vascularização podem ocorrer com a ingestão de bebida alcoólica e, nas mulheres, na época da  TPM e da menstruação. Qualquer estímulo que cause dilatação dos vasos acaba aumentando as olheiras.
Por causas genéticas, algumas pessoas acumulam melanina na pálpebra inferior, sendo essa, outra causa de surgimento das olheiras, a PIGMENTAÇÃO. A idade e a exposição ao sol também aumentam a quantidade de melanina de toda a pele, inclusive dessa região, acentuando as olheiras.
Estes são os principais fatores, porém, há outras causas como: a espessura da pele da pálpebra inferior, hereditariedade, excesso de sol, alergias e até mesmo a configuração óssea do rosto. Quem pode avaliar com precisão as causas para o seu caso específico é o seu médico Dermatologista!!
olheiras dermatologista florianópolis
Mas, como tratar as olheiras? Confira alguns dos métodos e tratamentos mais eficazes:
Uma forma simples e que não envolve tratamento direto sobre as olheiras, mas que pode amenizar o problema, são as compressas geladas com chá de camomila ou chá verde. Cremes com derivados da camomila, como o alfa-bisabolol ou o azuleno, são úteis. O efeito, porém, é temporário.
Os tratamentos em consultório oferecem ao paciente o clareamento das olheiras com mais eficácia! Um dos tratamentos, com Luz pulsada ou laseres de ação para pigmento, suavizam as olheiras que surgem por acúmulo de pigmento. A luz pulsada também reduz os vasos da região, proporcionando um aspecto mais claro á pele. Outro método é feito com a aplicação de Laser com ação vascular. Esse tratamento atua nos vasos que causam a olheira, e é eficaz caso o principal motivo do problema seja vascular.
Evitar exposição solar sem o uso de filtro solar e pedir ao seu Dermatologista opções de uso de cremes específicos para esse problema, também são importantes.
Assim, você fica livre do aspecto cansado e da necessidade de maquiagem em excesso.

Ótimo Final de Semana.

Remoção de tatuagem a laser

A tatuagem fascina a humanidade há muitos séculos. A múmia mais antiga já descoberta, datada de 5.300 anos e preservada pelos Alpes entre a Áustria e a Itália, possuía nada menos que 57 tatuagens em seu corpo. Ao longo da história  ela já serviu de adornos para promover a beleza, marcar um determinado grupo a que pertence ou até mesmo ser um modo de punição. Gregos e romanos da antiguidade tatuavam os corpos de criminosos, escravos e alguns religiosos como uma maneira de identificá-los perante a sociedade. Desde o século passado, com o advento da caneta pigmentadora elétrica, mais e mais pessoas buscam a tatuagem como uma maneira de se expressarem. Cada tatuagem tem uma história, um por quê. Seja uma homenagem a alguém querido que vive ou que já se foi, um símbolo de fé, uma frase ou um nome, todas carregam um motivo único. Nos Estados Unidos, estima-se que cerca de 25% dos jovens fazem pelo menos uma tatuagem.

Não é surpresa, portanto, que com o passar dos anos, esses motivos que levam alguém a se tatuar também sofram mudanças e, com isso, os arrependimentos. Relacionamentos que se rompem, religiões que mudam, ídolos que decepcionam, empregos que exigem mudança de hábitos, diversas são as razões. A estimativa dessa vez é de que perto de 50% das pessoas com tatuagens gostariam de retirá-las em alguma época da vida. Com tantos números, é de se esperar que cada vez mais as pessoas busquem alternativas para retirar as tatuagens. Há alguns anos, as poucas opções disponíveis eram dermoabrasão (uma espécie de lixamento da pele) e cirurgia de remoção da pele tatuada com aplicação de enxerto. Contudo, mais recentemente, com o advento do laser e da terapia seletiva dos pigmentos, uma nova opção com menor dor e menor risco de sequelas trouxe esperança para o tratamento.

O laser atua fragmentando o pigmento da tatuagem, que depois é fagocitado pelas células de defesa do nosso organismo e eliminado. No entanto, como cada laser atua em um determinado alvo, nem todas as colorações conseguem ser destruídas. A cor preta e a cor azul escuro são as mais facilmente eliminadas. As cores vermelha e verde podem requerer um maior número de sessões e a azul claro, amarela e laranja são extremamente resistentes e ainda requerem novas tecnologias. Vários tipos de lasers podem ser usados para retirar tatuagens, mas a dificuldade está na preservação da pele envolvida. Os antigos aparelhos fragmentavam o pigmento, mas destruíam as células adjacentes, o que causava muita hipocromia (pele mais clara que o normal) e cicatrizes. Com maiores estudos, foi desenvolvida a tecnologia Q-switched, que trabalha com fototermólise seletiva. Isso significa que o laser é emitido em pulsos em nanosegundos, com uma potência alta e extremamente rápida, capaz de atingir o pigmento sem a destruição das células vizinhas. Essa nova tecnologia é que tornou o tratamento a laser uma melhor opção para quem quer remover sua tatuagem, com menor risco de sequelas.

As sessões são feitas uma vez por mês e o número de sessões varia de acordo com o tamanho da tatuagem, qual o tipo de pigmento utilizado, o tempo de cicatrização de cada um, etc. Por isso, se estiver pensando em fazer uma tatuagem, avalie bem se não pode se arrepender futuramente. Se já fez e está pensando em removê-la, procure um dermatologista e retire todas as suas dúvidas para saber se o tratamento é ideal para você.
Imagens via
X

Dra. Rafaela Salvato

Dermatologista em Florianópolis

Filiada ao Conselho Regional de Medicina do Estado de Santa Catarina CREMESC sob n° 14.282, ao Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo CREMESP sob o n° 133.312 e registro de especialista (RQE) sob n° 10.934.

Especialização em Laser e procedimentos estéticos pela Harvard Medical School, da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos da América, sob supervisão do Prof. Dr. Richard Rox Anderson...

Saiba mais

Clínica

Dermatologista em Florianópolis

Dermatologia Estética
Dermatologia Clínica
Laser

(48) 3225-4033

VISITE O SITE

Av Trompowsky, 291 Salas 403 e 404 – Torre 1
Medical Tower – Trompowsky Corporate
Centro – Florianópolis
Santa Catarina – Brasil