Arquivo da tag: Manchas na Pele

Manchas na Pele: O que podem significar?

Existem vários tipos de manchas na pele, assim como são variadas as suas causas. O dermatologista deve ser sempre consultado quando perceber uma mancha na pele, principalmente se o surgimento dela vier acompanhado de outros sintomas ou de um histórico familiar de doenças ligadas às manchas.
A grande maioria das manchas na pele são benignas e não estão ligadas a doenças muito graves, mas isso não quer dizer que não se deva consultar um dermatologista, pois quanto mais precoce uma mancha maligna for detectada, melhores as chances de cura.
Manchas que causam coceira podem ser sintomas de alergia e o uso de um medicamento tópico em geral já pode aliviar. Contudo, em caso de coceira em todo o corpo, alguns tipos de câncer podem estar associados. Caso seu dermatologista ache necessário, ele irá solicitar exames de sangue e/ou uma biópsia para o diagnóstico apurado.
As manchas roxas, aqueles hematomas que aparecem da noite para o dia, sem que você tenha batido em um objeto, podem significar leucemia, cirrose e problemas no fígado. Você deve se preocupar se as manchas aparecerem com frequência e em locais onde não seria comum o trauma.

As manchas acastanhadas, também chamadas de melasma, que aparecem no rosto e ombros, principalmente, são mais comuns em mulheres jovens e de pele negra ou parda, embora, não se restrinja somente a este público. Podem aparecer na gravidez e estão associadas aos hormônios femininos e à exposição ao sol. 

Já as sardas, tem formato mais arredondado ou geométrico, e são comuns em pessoas de pele muito clara. As causas são predisposição genética e para clareá-las, um dermatologista pode indicar cremes clareadores, peelings específicos, tratamentos com luz pulsada ou lasers.
Estes são alguns exemplos de manchas na pele, mas as cores, formatos e sintomas associados são inúmeros, por isto, é sempre necessária a visita a um dermatologista de confiança. Fique sempre atento às manchinhas na pele e marque uma consulta assim que notar alterações ou qualquer outro sintoma, como coceira, mudança na cor, aumento de manchas, etc.

Acne: Como tratar?

A acne pode se manifestar por meio de cravos, cistos, espinhas, caroços e abscessos. Se você tem um cravo, não será considerado uma dermatose, a acne é o nome dado a todos esses sintomas.
A acne merece um tratamento específico e cuidados certos para não evoluir com piora dos sintomas ou deixar marcas e cicatrizes.
O período mais comum de ocorrência da acne é durante a adolescência. Nesta fase, as alterações hormonais promovem uma modificação nas glândulas sebáceas e há um aumento na produção e no tipo de sebo.
O aumento de sebo, as células mortas e as bactérias provenientes da pele obstruem os poros, principalmente na região do rosto, pescoço, costas, colo e ombros. Esse conjunto de fatores causam os sintomas citados acima.

acne dermatologista florianópolis

Mesmo sendo considerada uma doença de jovens, estima-se que em torno de 5% das mulheres e 1% dos homens em idade adulta também sofrem com a acne, sendo mais comuns no sexo feminino, mas com maior severidade em homens.
As causas da acne da idade adulta diferem da adolescente, principalmente pela ingestão de hormônios, uso demasiado de cosméticos, alterações nutricionais, etc.
A boa notícia é que a acne pode ser controlada em todas as idades e em todos os tipos de manifestação.
O paciente deve buscar ajuda tão cedo identifique alterações na pele, pois o agravamento torna o tratamento mais demorado e requer maiores cuidados.
É importante lembrar também que a acne não é apenas um fator estético. Diversos estudos apontam piora considerável da auto-estima e até tendência a depressão em pessoas que não buscam o tratamento.
Para saber se tem acne, o diagnóstico pelo seu dermatologista é essencial. Outras doenças de pele assemelham-se à acne e possuem tratamentos diferentes, por isso o diagnóstico correto é o primeiro passo.
O médico poderá pedir exames clínicos e avaliará o grau da infecção, seguindo essa tabela do Portal da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD):
Acne Grau 1: apenas cravos, sem lesões, espinhas ou cistos.
Acne Grau 2: cravos e espinhas – pequenas lesões inflamadas e pontos amarelos de pus, também chamados de  pústulas.
Acne Grau 3: cravos, espinhas e cistos – lesões mais profundas e dolorosas, avermelhadas e bem inflamadas.
Acne Grau 4: cravos, espinhas e cistos, que se comunicam causando inflamação mais grave e aspecto desfigurante.
Acne Grau 5: surgimento súbito da acne com lesões graves, como cistos dolorosos que ulceram deixando grandes cicatrizes, acompanhado de sintomas gerais, como febre, mal estar e dor no corpo.
O grau 5 é mais raro de acontecer e é mais comum em homens do que em mulheres. O dermatologista avaliará o seu quadro clínico e indicará o melhor tratamento de acordo com o grau apresentado.
O tratamento da acne geralmente é feito com o uso regular de produtos tópicos a base de peróxido de benzoíla, ácido retinóico, antibiótico, ácido salicílico, dentre outros.
Também é comum a indicação de adstringentes e esfoliantes específicos para o tipo de pele do paciente.
Os dermatologistas ainda poderão prescrever o uso de antibióticos via oral, pílulas anticoncepcionais, retinóides orais (o mais comum é a isotretinoína oral), lasers, peelings, sessões de limpeza de pele, etc.Marque sua consulta e descubra todas as possibilidades para o seu caso.
Endereço: Av Trompowsky, 291 Salas 403 e 404 – Torre 1
Medical Tower – Trompowsky Corporate
Centro – Florianópolis – Santa Catarina – Brasil | Fone: (48) 3225.4031
Equipe Rafaela Salvato Dermatologia – Dermatologista em Florianópolis SC
Rafaela Salvato Dermatologia – Dermatologista em Florianópolis

Aumento de tratamentos de estética a laser em estações mais frias



Com a chegada das estações mais frias aumenta a procura por tratamentos de estética a laser aqui no consultório  de  Dermatologia!  E  realmente,  essa  é a melhor época para investir na beleza, pois as roupas do inverno permitem esconder a pele que fica mais vulnerável, mesmo com tratamentos pouco agressivos.

Procure-nos para saber mais sobre os tratamentos a laser para redução de manchas na pele, estrias, entre outros.


Obtenha mais informações pelos nossos canais de comunicação digital.

Manchas na pele durante a gestação

Muitas pacientes procuram o consultório à procura de tratamento e esclarecimento sobre um problema comum entre as gestantes: as manchas escuras na pele!

Durante toda a gravidez, porém mais evidente no terceiro trimestre, muitas mulheres começam a notar o aparecimento desse tipo de mancha, também chamada de melasma ou cloasma. De aspecto escuro e amarronzado, as manchas aparecem com mais frequência no rosto, mas podem atingir também colo, braços, etc. Além do melasma, outras alterações da pigmentação da pele ficam mais evidentes na gravidez, como o escurecimento dos mamilos, o surgimento da linha escura na barriga (conhecida como linha negra) e também o escurecimento de sardas ou pintas. Essas alterações pigmentares podem ocorrer em 75 a 90% das gestantes, de forma e localizações variáveis. Vale ressaltar ainda que as manchas podem aparecer até cerca de três meses após o parto. Entenda mais sobre as causas e tratamentos:
PORQUE SURGEM AS MANCHAS?
Um dos fatores determinantes para o surgimento de manchas nesse período tem relação com a produção hormonal. Os estrógenos e progestágenos estimulam a melanogênese, que é a formação da melanina, o pigmento natural da pele. Quando a pigmentação está restrita à epiderme, que é a camada mais superficial da pele, fica mais fácil eliminar as manchas da gravidez. Contudo, se a pigmentação tiver maior concentração na derme, ou seja, estiver mais profunda, haverá maior dificuldade para corrigir o problema. Para saber qual a profundidade do pigmento, o dermatologista pode utilizar lupas e luzes especiais no consultório para auxiliar o exame físico. As mulheres com peles morenas têm mais chances de ter as manchas, visto que quanto maior for o fototipo, maior será a chance de hiperpigmentação.

COMO PREVENIR?
A melhor maneira de prevenir manchas na pele durante a gravidez é utilizar protetor solar, bonés ou chapéus sempre que houver exposição aos raios UVA e UVB. A exposição correta ao sol faz bem durante a gestação, mas com atenção ao horário correto: até as 10h e após as 16h. Lembre-se que cada mulher tem uma pele específica e a melhor pessoa para definir qual é o protetor solar adequado é o médico dermatologista. Nem todos os protetores solares são indicados para gestantes, por isso é melhor procurar a ajuda de um especialista.


TRATAMENTOS

O tratamento depende do grau de acentuação das manchas. Peelings, sessões de laser e cremes clareadores são aliados no combate às manchas, mas muitos não são liberados para uso em gestantes ou durante o período de amamentação. Isso não significa que não há nada a fazer se as manchas apareceram e você está grávida ainda. Consulte o seu dermatologista que ele irá indicar loções clareadoras seguras para gestantes.

Contudo, o mais importante é que seu bebê tenha saúde e que a gravidez ocorra de forma tranquila. Com responsabilidade e segurança, é possível passar pela gravidez sentindo-se feliz e realizada, sem deixar que as manchas atrapalhem!

Dra.Rafaela Salvato
X

Dra. Rafaela Salvato

Dermatologista em Florianópolis

Filiada ao Conselho Regional de Medicina do Estado de Santa Catarina CREMESC sob n° 14.282, ao Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo CREMESP sob o n° 133.312 e registro de especialista (RQE) sob n° 10.934.

Especialização em Laser e procedimentos estéticos pela Harvard Medical School, da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos da América, sob supervisão do Prof. Dr. Richard Rox Anderson...

Saiba mais

Clínica

Dermatologista em Florianópolis

Dermatologia Estética
Dermatologia Clínica
Laser

(48) 3225-4033

VISITE O SITE

Av Trompowsky, 291 Salas 403 e 404 – Torre 1
Medical Tower – Trompowsky Corporate
Centro – Florianópolis
Santa Catarina – Brasil