Arquivo da tag: médico tricologista

Calvície


Com uma nova idade chegam novas experiências. Durante a infância não percebemos as mudanças, mas – principalmente – na época da pré-adolescência para frente, nossa mente e maturidade evoluem constantemente, o que é muito interessante, já que a vida é uma espiral infinita de aprendizados.
No entanto, com as novas experiências chegam também os desafios e problemas. E com a nova idade, chegam situações que você não faz a mínima idéia de como enfrentar. Os dermatologistas costumam citar, por exemplo, a chegada do problema da calvície.
Esse problema chega sem avisar, mas dá pequenas pistas, principalmente depois que você entende que todo ser humano é 50% fruto dos cromossomos da mãe e 50% fruto dos cromossomos do pai.

Ou seja: se um dos lados possui nos genes um problema genético, existe a chance de que ele tenha sido repassado a você. A boa notícia é que atualmente a medicina está muito avançada e – se não existir cura para seu problema – com certeza já existe um tratamento. O avanço da internet e o acesso à informação se tornaram muito rápidos, o que faz com que a comunidade de pesquisas científicas e a comunidade médica de todo o mundo estejam sempre em contato.

Todo esse contexto é importante para que você observe que a Calvície, um problema que aflige muitos homens, é um problema genético. Claro, quando percebemos que apresentamos esse componente genético que faz o cabelo cair, é um tanto impactante saber que existe a possibilidade de que ficaremos carecas.

Passado o susto e o pânico inicial, é hora de buscar o tratamento para a Calvície (que pelos médicos é conhecida como Alopecia – um nome muito mais simpático, não acham?). E aqui, a título de curiosidade: você sabia que Alopecia vem de uma palavra grega, que é Alopex? E você sabia que Alopex quer dizer raposa? Mas, afinal, o que tem a ver raposa com Calvície? A raposa também apresenta frequente queda de pêlos, e é por isso que esse foi o nome escolhido para representar cientificamente o popular nome da Calvície.
Para saber se você realmente sofre com Calvície, consulte um médico dermatologista. É muito mais fácil, rápido e prático. Você não sofre por antecipação e nem cria problemas que não possui. Às vezes muitos homens acham que estão ficando carecas porque encontram muitos fios de cabelo na pia e no ralo do chuveiro.

Claro, esse pode ser um sinal de Calvície, mas todo ser humano perde até cem fios de cabelo por dia, ou seja: cabelo cair é absolutamente normal. O problema acontece quando os fios que caem não são repostos, o que acaba resultando na Calvície.

E, por último, existem outros problemas que podem levar à Calvície, problemas que não são genéticos, como a seborreia. Por isso, novamente nossa dica final é: procure um médico. Quanto antes você descobrir e quanto antes você tratar do problema da Calvície mais fácil será para continuar com seus belos cabelos acima da sua cabeça.

Rafaela Salvato Dermatologia – Dermatologista em Florianópolis SC – Calvície

Tricologista: Essa especialidade existe?

Cada vez está mais comum o uso do termo tricologista entre alguns profissionais que atuam em diferentes áreas de tratamento dos cabelos. O termo tricologia vem do grego thricos (cabelo) e logia (estudo).
Entretanto, essa “especialidade” não é reconhecida como uma especialidade propriamente dita pelo Conselho Federal de Medicina. Segundo o CFM, o especialista capacitado para o tratamento do cabelo, que é um anexo da pele, deve ter recebido treinamento adequado também em doenças cutâneas. Ou seja, a especialidade reconhecida e que é melhor capacitada para o tratamento dos cabelos é o dermatologista.

Uma das principais queixas nos consultórios do médico dermatologista é a queda de cabelo, tanto no homem quanto na mulher. Diversas são as causas que levam à queda de cabelo e, por isso, o acompanhamento médico se faz de suma importância. Mais do que tentar remediar o problema, é preciso conhecer bem a causa, diagnosticá-la, tratá-la e assim garantir melhor auto-estima ao paciente.
O cabelo possui um ciclo natural de crescimento, estagnação e queda, é comum a perda média de 100 fios de cabelos por dia, o que promove uma renovação nos fios em média a cada 5 – 6 anos. A dermatologia entende que o cabelo, junto com sua “raiz” (folículo piloso) é composto por vasos, nervos, músculo e células germinativas, as quais tem a função de nutrir e ajudar no crescimento do fio. Ao perceber um problema, seja no crescimento, seja na queda, o dermatologista estará apto a diagnosticar corretamente a causa, solicitar exames laboratoriais complementares e buscar o melhor tratamento.

Outro fator que precisa de atenção é a alimentação. O cabelo é um anexo que rapidamente reflete as alterações metabólicas do nosso organismo. Uma carência nutricional pode alterar drasticamente a aparência e comprometer o ciclo de vida de um fio. É importante que se tenha sempre uma alimentação balanceada e ingerir água suficiente para o bom funcionamento dos órgãos.
O cabelo também reflete as alterações hormonais e doenças em outros órgãos. O dermatologista ao analisar os fatores desencadeados no fio, pedirá exames ou investigará as causas principais para o problema. É muito comum que mulheres comecem a perder cabelo com a aproximação da menopausa e é essencial o acompanhamento de um médico dermatologista especializado. Já no homem, a queda capilar é mais comum pela calvície padrão que podem tanto refletir alterações nutricionais, stress, intoxicação, etc.
Com os avanços da tricologia, hoje já é possível tratar essas disfunções e ajudar na melhora da auto-estima dos pacientes e no aumento da sua qualidade de vida. Sempre que notar qualquer alteração nos pêlos e cabelos, não busque apenas por um tricologista, consulte seu médico dermatologista especialista em cabelos, ele sim, será capaz de diagnosticar as causas e encontrar os melhores tratamentos.

Dra. Rafaela Salvato – Médica Dermatologista
CRM 14282
Registro de Qualificação de Especialidade 10934
X

Dra. Rafaela Salvato

Dermatologista em Florianópolis

Filiada ao Conselho Regional de Medicina do Estado de Santa Catarina CREMESC sob n° 14.282, ao Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo CREMESP sob o n° 133.312 e registro de especialista (RQE) sob n° 10.934.

Especialização em Laser e procedimentos estéticos pela Harvard Medical School, da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos da América, sob supervisão do Prof. Dr. Richard Rox Anderson...

Saiba mais

Clínica

Dermatologista em Florianópolis

Dermatologia Estética
Dermatologia Clínica
Laser

(48) 3225-4033

VISITE O SITE

Av Trompowsky, 291 Salas 403 e 404 – Torre 1
Medical Tower – Trompowsky Corporate
Centro – Florianópolis
Santa Catarina – Brasil