Arquivo da tag: tratamentos para a acne

Acne: Como tratar?

A acne pode se manifestar por meio de cravos, cistos, espinhas, caroços e abscessos. Se você tem um cravo, não será considerado uma dermatose, a acne é o nome dado a todos esses sintomas.
A acne merece um tratamento específico e cuidados certos para não evoluir com piora dos sintomas ou deixar marcas e cicatrizes.
O período mais comum de ocorrência da acne é durante a adolescência. Nesta fase, as alterações hormonais promovem uma modificação nas glândulas sebáceas e há um aumento na produção e no tipo de sebo.
O aumento de sebo, as células mortas e as bactérias provenientes da pele obstruem os poros, principalmente na região do rosto, pescoço, costas, colo e ombros. Esse conjunto de fatores causam os sintomas citados acima.

acne dermatologista florianópolis

Mesmo sendo considerada uma doença de jovens, estima-se que em torno de 5% das mulheres e 1% dos homens em idade adulta também sofrem com a acne, sendo mais comuns no sexo feminino, mas com maior severidade em homens.
As causas da acne da idade adulta diferem da adolescente, principalmente pela ingestão de hormônios, uso demasiado de cosméticos, alterações nutricionais, etc.
A boa notícia é que a acne pode ser controlada em todas as idades e em todos os tipos de manifestação.
O paciente deve buscar ajuda tão cedo identifique alterações na pele, pois o agravamento torna o tratamento mais demorado e requer maiores cuidados.
É importante lembrar também que a acne não é apenas um fator estético. Diversos estudos apontam piora considerável da auto-estima e até tendência a depressão em pessoas que não buscam o tratamento.
Para saber se tem acne, o diagnóstico pelo seu dermatologista é essencial. Outras doenças de pele assemelham-se à acne e possuem tratamentos diferentes, por isso o diagnóstico correto é o primeiro passo.
O médico poderá pedir exames clínicos e avaliará o grau da infecção, seguindo essa tabela do Portal da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD):
Acne Grau 1: apenas cravos, sem lesões, espinhas ou cistos.
Acne Grau 2: cravos e espinhas – pequenas lesões inflamadas e pontos amarelos de pus, também chamados de  pústulas.
Acne Grau 3: cravos, espinhas e cistos – lesões mais profundas e dolorosas, avermelhadas e bem inflamadas.
Acne Grau 4: cravos, espinhas e cistos, que se comunicam causando inflamação mais grave e aspecto desfigurante.
Acne Grau 5: surgimento súbito da acne com lesões graves, como cistos dolorosos que ulceram deixando grandes cicatrizes, acompanhado de sintomas gerais, como febre, mal estar e dor no corpo.
O grau 5 é mais raro de acontecer e é mais comum em homens do que em mulheres. O dermatologista avaliará o seu quadro clínico e indicará o melhor tratamento de acordo com o grau apresentado.
O tratamento da acne geralmente é feito com o uso regular de produtos tópicos a base de peróxido de benzoíla, ácido retinóico, antibiótico, ácido salicílico, dentre outros.
Também é comum a indicação de adstringentes e esfoliantes específicos para o tipo de pele do paciente.
Os dermatologistas ainda poderão prescrever o uso de antibióticos via oral, pílulas anticoncepcionais, retinóides orais (o mais comum é a isotretinoína oral), lasers, peelings, sessões de limpeza de pele, etc.Marque sua consulta e descubra todas as possibilidades para o seu caso.
Endereço: Av Trompowsky, 291 Salas 403 e 404 – Torre 1
Medical Tower – Trompowsky Corporate
Centro – Florianópolis – Santa Catarina – Brasil | Fone: (48) 3225.4031
Equipe Rafaela Salvato Dermatologia – Dermatologista em Florianópolis SC
Rafaela Salvato Dermatologia – Dermatologista em Florianópolis

OS CINCO TIPOS DE PELE

Você sabe qual o seu tipo de pele? Saber disso é fundamental para conseguir tomar a decião acertada ao escolher os cuidados de acordo com as necessidades da sua pele. As características da pele são determinadas geneticamente. No entanto, a beleza e saúde da sua pele durante a vida vão depender também de outros fatores. O que você come, a sua dieta, seu nível de stress, os medicamentos que toma, a forma como você cuida do seu corpo em geral e o descanso, são alguns dos fatores que contribuem com o aspecto que ela vai ter. Há várias dicas para ter uma pele bonita que você pode seguir, mas o primeiro passo é identificar o seu tipo de pele, assim os tratamentos são mais corretos e específicos.
Tipos de pele
A maior parte dos especialistas distinguem 5 tipos de pele: A pele normal, a pele oleosa, a pele mista, a pele sensível e a pele seca. Cada tipo de pele tem as suas características particulares que requerem cuidados diferentes.


Pele Normal > A pele normal tem uma textura fina e uma superfície suave, macia e flexível. De todos os tipos de pele este é sem dúvida o mais equilibrado e o que apresenta menor tendência para problemas cutâneos, como espinhas e manchas. Não é nem demasiado seca nem demasiado gordurosa. Os poros são bem pequenos e pouco perceptíveis. Este é um tipo de pele vibrante e que reflete saúde.
Pele Oleosa > Este é um tipo de pele que produz uma maior quantidade de óleo, isto é, as glândulas sebáceas devido a vários fatores (principalmente o fator genético e o fator hormonal) têm maior atividade do que nas pessoas com pele seca, normal ou mista, o que leva a uma maior quantidade de secreção de sebo. A pele oleosa apresenta poros dilatados, bem maiores do que os outros tipos de pele e também mais escuros, devido ao excesso de sebo que produzem e aos resíduos que vão se acumulando – um dos maiores problemas deste tipo de pele. É um tipo de pele marcado pelo aspecto gorduroso e brilhante que se vê em muitas pessoas. Tem também maior tendência para o desenvolvimento de cravos e espinhas. A vantagem deste tipo de pele? Rugas menos perceptíveis e aspecto mais jovial em relação à pele seca.
Pele Seca > De todos os tipos de pele, a pele seca será a que requer mais cuidados devido à sua tendência para envelhecer mais rapidamente e desenvolver problemas cutâneos mais graves. É um tipo de pele com maior tendência para descamar, ter menos elasticidade bem como desenvolver rugas e linhas de expressão do que os outros tipos de pele.
Pele Mista > Este é provavelmente um dos tipos de pele mais comuns e, como o próprio nome sugere, é uma combinação de pele seca com pele oleosa. Algumas regiões são oleosas (principalmente na zona T – queixo, nariz e testa) onde os poros são naturalmente mais dilatados e também outras áreas em que esta pode ser normal ou seca (área ao redor dos olhos, boca e bochechas). Se você sente a sua pele esquisita como se estivesse a ser esticada em algumas áreas e com excesso de óleo em outras regiões, então você provavelmente tem pele mista.
Pele Sensível > A pele sensível é um dos tipos de pele mais frágeis e se torna irritada e inflamada muito facilmente. É normal haver zonas que desenvolvam vermelhidão, coceira, manchas, ardor e uma maior tendência para descamar. Apresenta uma textura fina, delicada e bastante sensível ao uso de cosméticos, bem como às alterações do clima. A pele sensível é talvez um dos tipos de pele mais problemáticos e como tal exige cuidados especiais.
A sugestão mais correta para identificar o tipo da sua pele é com a procura de um dermatologista, que poderá lhe dar essa informação e ainda indicar os melhores tratamentos e cosméticos para seu tipo específico. Cuide bem da sua pele!
Imagens via
Dra. Rafaela Salvato, Dermatologista.
X

Dra. Rafaela Salvato

Dermatologista em Florianópolis

Filiada ao Conselho Regional de Medicina do Estado de Santa Catarina CREMESC sob n° 14.282, ao Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo CREMESP sob o n° 133.312 e registro de especialista (RQE) sob n° 10.934.

Especialização em Laser e procedimentos estéticos pela Harvard Medical School, da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos da América, sob supervisão do Prof. Dr. Richard Rox Anderson...

Saiba mais

Clínica

Dermatologista em Florianópolis

Dermatologia Estética
Dermatologia Clínica
Laser

(48) 3225-4033

VISITE O SITE

Av Trompowsky, 291 Salas 403 e 404 – Torre 1
Medical Tower – Trompowsky Corporate
Centro – Florianópolis
Santa Catarina – Brasil